IFRS é sinônimo de visibilidade do mercado internacional

//IFRS é sinônimo de visibilidade do mercado internacional

IFRS é sinônimo de visibilidade do mercado internacional

Se você é empreendedor, então provavelmente já ouviu falar da sigla IFRS. Sancionada no ano de 2007, o termo é a sigla para International Financial Reporter Standard e representa padrões internacionais de contabilidade para uniformizar a informação e facilitar a adoção e o entendimento dos profissionais contábeis. Ao todo, já são mais de 120 países que adotam esta linguagem e tendem a desenvolver cada vez mais a sinergia entre eles, trocando experiências e compartilhando conhecimento pelo mundo todo.

No Brasil, a adoção desta linguagem nos relatórios contribui muito para a captação de créditos e atração de novos investimentos. A padronização auxilia o investidor estrangeiro a compreender melhor as demonstrações contábeis das empresas, sejam elas de pequeno ou médio porte. Sendo assim, o fluxo de capitais aumenta e faz com que os empreendimentos cresçam e apareçam mais num cenário internacional.

É verdade que a medida no início gerou opiniões negativas e uma preocupação com a complexidade dos relatórios realizados pela nova maneira. No entanto, poucos anos depois de sua sanção, empreendedores de diversas áreas reconheceram que a norma fez com que a transparência em relação aos relatórios ficassem mais evidentes. Hoje, as empresas colhem os frutos, com um crescimento no cenário empreendedor e com muito mais visibilidade no mercado internacional. Além disso, mesmo depois das dificuldades, a norma passa por atualizações para aperfeiçoar cada vez mais a realização dos relatórios.

Já consolidada no mercado, o IFRS pode ser feito com o auxílio de empresas de consultoria contábil, pois assim, até mesmo os bancos a consideram solidas e veem com bons olhos empresas adequadas às normas, identificando-as como mais eficientes, que incluem demonstração dos fluxos de caixa, imposto sobre a renda, arrendamentos, receitas, custos de empréstimos e outros.

E você, o que você está esperando?

Fonte: Recta Consultoria

2017-11-13T17:31:10+00:00 By |Novidades|0 Comments