Declare Certo!

Faça com a Recta que é especialista no assunto.

Com a Recta, você restitui o máximo permitido por Lei, ou paga realmente somente o devido apurado, conforme informações apuradas.

Começou nesta última quinta-feira (7) o prazo para entregar a declaração do Imposto de Renda 2019, referente ao ano-base 2018. Os contribuintes que estiverem obrigados a entregá-la precisam fazer isso até 30 de abril.

A Recta ressalta ainda que a declaração de imposto de renda pessoa física pode ser um grande facilitador de acesso ao crédito financeiro bancário (empréstimos, financiamentos, entre outras operações).

Evite pagamentos de impostos e erros na realização da sua declaração de imposto de renda. Conte com a RECTA para realizar sua declaração com eficiência e qualidade. Evite dor de cabeça.

Quem deve declarar o IRPF 2019?

Quem recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70 e, em relação à atividade rural, obteve receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50;

Aqueles que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00;

Aqueles que obtiveram, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeitos à incidência do imposto, ou realizaram operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;

Aqueles que tiveram, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terrenos de valor total superior a R$ 300.000,00.

Portanto, se você se encaixa em algum dos critérios acima, a entrega da declaração do imposto de renda é obrigatória e é só entrar em contato com a RECTA que a faremos para você!

Aproveite nossos preços promocionais para entregar a declaração até 31 de março, economize até 50%, só entrar em contato conosco o quanto antes.

Lembrando que a Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física, é um serviço adicional que realizamos.

Evite multas por atraso na entrega, malha fina e bloqueio das contas bancárias.

Necessitamos das seguintes documentações para efetuar a declaração do IRPF:

Rg;

Cpf;

Título de eleitor;

Cpf do cônjuge;

Endereço;

Profissão, Cargo ou Atividade que exerce;

Dependentes: Cpf, Data de nascimento e nome completo. (Não importa a idade, obrigatório CPF de recém-nascido);

Esposa do lar: Cpf, data de nascimento e nome completo.

informe de rendimentos obtidos durante o ano calendário anterior, tais como: (salários, aposentadorias, pró-labore, distribuição de lucros, entre outros).

As entidades pagadoras são obrigadas por lei a fornecer os informes antes do início do prazo de declaração.

Informes de rendimentos de instituições financeiras (bancos) que você consegue através do internet Banking da sua conta.

Caso você realize a declaração completa, envie-nos os comprovantes de despesas dedutíveis (despesas com saúde, educação, previdência oficial, previdência privada ou pensão alimentícia etc.). Recomendamos aguardar nossos estudos para ver as vantagens e desvantagens da declaração completa.

Comprovante de venda ou compra de bens ou direitos. Veículos, casas, terrenos, jetski, barcos, carretas, chácaras e sítios.

Importante: Para Imóveis, será obrigado o IPTU e Número de Matricula do Imóvel.

Veículos, informar o número do Renavam.

Declaração do ano anterior;

Conte com a RECTA.

RECTA, sempre perto de você!